Mudamos o layout e isso pode gerar alguns bugs nas postagens, se perceber algum avise: contanto@informaticando–ajuda.com

Como funciona a caneta tradutora?

Por: João Manoel,

Parece coisa de Harry Potter ou James Bond: Você passa a canetinha sobre um texto em língua estrangeiras e ela vai traduzindo tudo instantaneamente. E, além da tradução em texto, ela lê em voz alta o que traduz. Parece mágica, mas é mais simples do que aparenta. A caneta tradutora nada mais é do que um minicomputador com um escâner na ponta. A "magia" ocorre graças ao software de OCR (sigla em inglês de reconhecimento óptico de caracteres), que identifica as letras e joga o texto em um software de tradução instantânea instalado na caneta.

Como há fontes diferentes umas das outras, nem sempre o OCR consegue reconhecer certas letras e nesse caso entra em ação o ICR (reconhecimento inteligente de caracteres) um programa mais "espertinho", que aprende com seus erros e acertos e a partir deles cria padrões para identificar fontes menos comuns, incluindo o maior desafio: letras escritas a mão. Mesmo assim, falhas acontecem de vez em quando, seja nas canetas mais simples, que lêem palavra por palavra, seja nas que nem se parecem com uma caneta, que conseguem escancear o texto inteiro de uma só vez. Independentemente do tamanho, o funcionamento segue sempre o mesmo esquema, confira:

424746_1
A ponta da caneta, que nada mais é do que um sensor de leitura ópitca (um escâner), passa por cima do texto e o captura em forma de imagem. Para facilitar seu entendimento, é como se a ponta da caneta fotografasse o local por onde passa.

A imagem vira um bitmap, ou seja, um formato de imagem composto por pixels quadrados, alguns ativos (pretos, no caso de textos escritos em preto), outros inativos (brancos). Assim o OCR diferencia o que é texto e o que é espaço.

Identificados os pixels ativos, o OCR passa para a etapa de comparar cada conjunto de pixels com os modelos de caracteres que estão armazenados na sua memória. Por exemplo: um traço vertical com um pingo em cima só pode ser um "i".

Caractere facilmente reconhecível:                                        |                                         

Caractere difícil de reconhecer:

        a                                                a

Dependendo da memória, as canetas tradutoras podem reconhecer entre 300 mil e 500 mil palavras em média. Mais isso não é tudo e às vezes ela não reconhece. Nesse caso, o programa coloca um caractere especial (- ou #) no lugar da letra não lida.

Depois o OCR grava o resultado em um formato acessível aos processadores de texto e programas de tradução – o mais comum é o formato de texto ASCII. Como qualquer computador, a caneta tem um processador e um HD, onde os textos são armazenados.

Com o texto já destrinchado e gravado no HD, a caneta roda um software de tradução automática e mostra o resultado no visor LCD ou, em alguns modelos, em voz alta. Algumas canetas armazenam até mil páginas de texto.

E então? Você acha que uma tecnologia como essa pode dar certo para traduções em massa? Tem sugestões? Então comenta!

12 comentários:

Safirah disse...

Muito interessante!
Mas deve ser muito cara esta caneta...

Anônimo disse...

Nossa, bem legal, mas a caneta, como a amiguinha de cima falou, deve ser uma nota ;)

Anônimo disse...

isso é pra preguiçosos
vão estudar o idioma estrangeiro

Anônimo disse...

O povo não tem mais o que inventar mesmo. Duvido que essa caneta saiba interpretar também.

Anônimo disse...

Onde eu compro isso?

Anônimo disse...

Boa noite !!!!!!!!!!!gostaria de saber o preço

Anônimo disse...

Boa Noite! Acho interessante e importante, principalmente para quem precisa de uma tradução rápida de algum texto ou livro e tem um conhecimento razoável da língua, por exemplo para estudantes (TCC) ou para pequenos negócios numa reunião, e não tem tempo nem dinheiro para ESTUDAR o idioma, como sugeriram. lógico que deve ser caro, mas não inútil.
SP, 03/02/2012.

Anônimo disse...

How much is this pen?

Anônimo disse...

Quanto custa e aonde encontro?

Anônimo disse...

Meu Deus, imagino todos os erros que acontecem devido ao mau uso da caneta. Os softwares, embora muito avançados, não são tão capazes de interpretar como uma pessoa de verdade, que conhece a língua e a cultura.

Anônimo disse...

EU QUEROOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

Anônimo disse...

Comprei uma caneta "Positivo" a dez anos e infelizmente não foi possível usa-la por muito tempo, pois o consumo de pilha "AAA" é
imenso (três pilhas Alcalinas de boa qualidade só duram no máximo duas horas e meia).-Só se as canetas modernas consumirem nenos pilhas vale a pena comprar.

Postar um comentário

Para comentar entre na versão completa do blog!