Mudamos o layout e isso pode gerar alguns bugs nas postagens, se perceber algum avise: contanto@informaticando–ajuda.com

Estude com a ajuda das redes especializadas no ensino de idiomas

Por: João Manoel,

 

Com uma boa dose de disciplina, mais um tanto de dedicação e o tempo na medida certa dá para aprender outro idioma sem gastar um tostão. É só entrar numa das redes sociais dedicadas ao aprendizado de línguas estrangeiras. Todas funcionam mais ou menos da mesma forma. Você se cadastra, informa os idiomas que domina e a língua que quer aprender. A partir daí, passa a dar assistência a outros estudantes ao mesmo tempo em que é auxiliado por pessoas nativas (ou com bons conhecimentos) na língua que quer aprender. Talvez você não fique craque em alemão, russo ou italiano, mas vai se virar bem na próxima viagem ao exterior.

 

Livemocha

 

 

A comunidade mais popular no ensino de línguas é o Livemocha, criada em 2007 em Seattle, nos Estados Unidos, para aproveitar a onda da globalização. O objetivo do serviço é oferecer programas de aprendizado online e pôr em contato pessoas que queiram aprender idioma com pessoal nativo. O Livemocha oferece 35 cursos – de russo a catalão, de hebraico a mandarim –, a grande maioria nos níveis básico e intermediário. Como acontece com os cursos regulares, as lições no Livemocha envolvem leitura, compreensão e expressão oral, escrita e gramática. O mais legal é que depois das aulas você pode fazer exercícios e submetê-los à avaliação de outros membros da comunidade. Os exercícios podem ser tanto na forma de texto como de áudio – as correções também podem ser enviadas das duas formas. Mas a interação entre os membros não se resume a isso. Como outras redes sociais, os usuários do Livemocha podem fazer amigos, conversar por meio da ferramenta de bate-papo e trocar mensagens.

 

Busuu.com

 

 

A lista de idiomas que se pode aprender no busuu.com inclui inglês, português, francês, espanhol, alemão e italiano. Mas as aulas gratuitas são de nível básico. Restringem-se ao vocabulário com imagens, exercícios de escrita e de compreensão escrita e aplicações de videoconferência para conversas ao vivo e testes interativos. Para ter acesso a mais recursos de áudio, material em PDF, conteúdo gramatical, vídeos, revisão personalizada e podcasts variados você precisa desembolsar uma grana – 12,99 euros por um mês, 9,99 euros mensais se optar pelo plano trimestral ou 7,99 euros por mês se escolher o módulo semestral. Como em outras comunidades, no busuu você troca conhecimento, corrigindo exercícios de estudantes em troca de ter seus trabalhos corrigidos por outros. À medida que ajuda a comunidade, você vai ganhando pontuação. Um dos destaques do busuu.com são os bate-papos. Você pode conversar por texto, áudio e vídeo com seus amigos online.

 

Lingofriends

 

 

O lingofriends tem um conceito um pouco diferente do de outras redes sociais de aprendizado de idiomas. Aqui não há aulas. As pessoas que entram nessa rede precisam procurar um mentor, enviar uma mensagem para ele e, se tudo der certo, iniciar a comunicação. O interessante é que a busca desse mentor pode ser refinada e incluir critérios como gênero, idade, localização e interesses. Fora o sistema de mensagens, o lingofriends não tem ferramentas próprias. A comunicação pode ser por Windows Messenger, Skype ou outros comunicadores instantâneos.

 

Na dúvida, vá para o fórum

 

 

O fórum do dicionário online WordReference é outro bom espaço para a troca de informações sobre idiomas. Como é mediano e exige registro para a postagem de dúvidas e de respostas, o nível de discussões é elevado. Os tópicos estão relacionados aos verbetes dos dicionários. O WordReference trabalha com várias línguas, entre elas português, espanhol, inglês, francês, italiano, alemão, russo e polonês.

Via: Info.

Essas são algumas dicas para se dar bem na próxima viagem ao exterior ou conversar com algum estrangeiro, utilizar isso para futuros trabalhos etc. Gostou? Não? Comente e se expresse.

1 comentários:

Limão Tech disse...

Já usei esse LiveMocha, não aprendi nada :/

O negócio e fazer um curso mesmo, aí que aprende!

Postar um comentário

Para comentar entre na versão completa do blog!