Mudamos o layout e isso pode gerar alguns bugs nas postagens, se perceber algum avise: contanto@informaticando–ajuda.com

Fabricante do Ipod vive uma onda de mortes entre seus funcionários

Por: João Manoel,

Foxconn logo A multinacional taiuanesa Foxconn, fabricante de aparelhos como o iPod, iPad e o iPhone - e envolvida em uma onda de suicídios de seus empregados em fábricas chinesas - anunciou que deixará de pagar compensações aos familiares de trabalhadores que se matarem. A decisão foi tomada depois que a direção afirmou que alguns dos empregados que se suicidaram neste ano - dez, além de outros três que tentaram o suicídio e fracassaram - o fizeram para que suas famílias recebessem uma indenização.

  

Os comentários geraram muita polêmica no país chinês e, no ricochete, ocorreram  grandes protestos de organizações sindicais internacionais. As informações são da agência oficial Xinhua.

 

A Foxconn, no entanto, mantém sua teoria e assegura que tomou esta medida "para evitar que empregados se matem para obter uma grande soma de dinheiro para suas famílias", e assegura que tem provas indubitáveis de que o suicídio foi o motivo em alguns dos casos.

 

A maioria dos familiares de empregados que se suicidaram recebeu uma indenização de 100 mil iuanes (cerca de US$ 14,6 mil). Os suicidas eram quase todos jovens recém chegados à firma que provinham de zonas rurais e pobres da China, alguns deles com problemas emocionais como desilusões amorosas ou tristeza por terem deixado suas localidades natais.

 

Por outro lado, imprensa e ativistas trabalhistas asseguram que a razão dos suicídios, independente dos problemas pessoais dos empregados, tem origem na forte pressão à qual são submetidos os trabalhadores na empresa, os longos horários de trabalho e as poucas possibilidades de descanso e lazer.

 

Por conta dos suicídios, a Foxconn também tomou outras medidas, como a de subir - em três ocasiões - o salário de seus empregados, algo que repercutirá no preço dos produtos no mercado mundial e que fez com que as ações da companhia desabassem nas bolsas de Taiwan e Hong Kong.

 

A Foxconn Também contratou psiquiatras, disponibilizou linhas telefônicas de apoio para os empregados que sofram depressão e até realizou rituais religiosos na companhia.

apple-ipad-1 Produzindo aparelhos para boa parte das multinacionais tecnológicas do Ocidente - como Apple, Dell, Hewlett-Packard, Nokia, Nintendo, Sony, entre outras - a Foxconn emprega 800 mil trabalhadores na sua unidade da China, dos quais 400 mil trabalham na cidade de  Shenzhen, onde aconteceram 13 tentativas de suicídio.

A empresa é líder mundial na fabricação de componentes tecnológicos, produz cerca de 4% dos produtos que a China exporta ao resto do mundo. (Com informações do Terra).

  

Foxconn - escreve-se 富士康 no idioma chinês - tem sua sede em Taiwan,  com a razão social de Hon Hai Precision Industry Co. Ela é a maior fabricante de componentes eletrônicos e de computadores no mundo.

 

Sua produção é baseada em contratos com outras empresas de tecnologia. Entre seus produtos mais famosos estão o Mac mini, o iPod, o iPad e o iPhone da Apple. Ela também fabrica placas-mãe baseadas nos chips da Intel,  para a Intel Corp e vários outros componentes para empresas internacionais como Dell e Hewlett-Packard. Também saem de suas linhas de fabricação o PlayStation 2 e o PlayStation 3 da Sony; o Wii do Nintendo; o Xbox 360 da Microsoft, e telefones celulares da Motorola.

 

Foi fundada em 1974 como empresa de produtos de plástico, em sua maioria conectores, por Terry Gou, o qual ainda hoje é o CEO da empresa.

 

A empresa abriu sua primeira fábrica na China em 1988 em Shenzhen que é a sua maior indústria. Em 1994 expandiu suas ações para os Estados Unidos e Japão; atualmente também mantem uma filial no Brasil, em Jundiaí (SP).

Via: Adjori SC.

1 comentários:

Tereza disse...

Povo doido o.O
Aposto que deve ser coisa do "coisa ruim" ¬¬
Ele dá o que pedem e em troca, em um determinado momento vem para buscar a alma deles... o.O
Isso é muito tenso!!!!

Postar um comentário

Para comentar entre na versão completa do blog!