Mudamos o layout e isso pode gerar alguns bugs nas postagens, se perceber algum avise: contanto@informaticando–ajuda.com

Ataques recentes à sites do Governo Brasileiro são os maiores já sofridos

Por: João Manoel,

brasao-nacional

 

Um ataque de hackers que aconteceram na madrugada do dia 22, foram os maiores já sofridos pelo sistema de sites do Governo Brasileiro. Presidência da República, Portal Brasil e o site Receita Federal foram os alvos dos ataques de um grupo chamado “LulzSecBrazil”, que tem ligação com um grupo de mesmo nome e aos Anonymous, grupo que atacou várias empresas de games (como Sony e Nintendo), bem como à vários sites governamentais dos EUA e outros países.

 

Segundo informações do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), dados de nenhum site foi roubado.

 

“Negação de serviço”

derruba-620

 

Para conseguir com que os sites saíssem do ar, os hackers usaram uma técnica chamada “Negação de serviço”, que faz com que sistemas acessem o site milhões/bilhões de vezes simultaneamente, congestionando o mesmo.

 

Foram mais de 2 bilhões de acessos feitos pelo “sistema” usado para derrubar os sites governamentais. Entre meia-noite e meia e 3 horas da manhã, os sites ficaram fora do ar.

 

Através do Twitter, o LulzSecBrazil anunciou a ação hacker. Além de mandar menções para os grupos que fazem parte da “aliança hacker”. Segundo o grupo, o motivo foi o preço alto dos combustíveis:

“Acorda Brasil! Não queremos mais comprar combustível a R$2.75 a R$2.98 e exportar (sic) a menos da metade do preço! ACORDA DILMA!”